Reitor do IFG é empossado para novo mandato

O reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG), professor Jerônimo Rodrigues da Silva, foi reconduzido ao cargo para seu segundo mandato, hoje (24) à tarde, em solenidade presidida pela ministra interina da Educação, Maria Helena de Castro, na sala de Atos do Ministério da Educação. Escolhida pela comunidade acadêmica, em eleição direta, Jerônimo ficará à frente do IFG nos próximos quatro anos.

A solenidade de posse contou com a presença da secretária de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Eline Nascimento, e da presidente da Fapeg, professora Maria Zaíra Turchi, que representou o governador de Goiás, Marconi Perillo. Também estiveram presentes reitores de outras instituições de ensino superior e diretores-gerais de vários câmpus do IFG, pró-reitores e assessores.

Em seu discurso de posse, o reitor disse que sua recondução ao cargo era motivo de muita alegria, mas também de preocupação, pelos grandes desafios que a gestão impõe. Segundo ele, o IFG é uma instituição em construção, que conta com significativos avanços, mas que vai enfrentar, junto com os demais institutos federais, dificuldades em termos de orçamento.

Jerônimo reforçou o papel da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de promover a inclusão social e de atender regiões brasileiras tradicionalmente desassistidas e disse que vai continuar se empenhando para que o IFG cumpra seu papel social.

Ele agradeceu à equipe de seu primeiro mandato e pediu empenho aos que estarão na nova gestão. Ao agradecer à sua família – mulher, filhos e netos – por aceitarem as ausências e o apoiarem, Jerônimo emocionou-se e foi bastante aplaudido.

A ministra interina da Educação disse que a Rede Federal é muito importante para o país e que o MEC está trabalhando para garantir os repasses orçamentários para os institutos federais e para as universidades.

Segundo ela, a Rede Federal é o suporte do Estado brasileiro para a melhoria da educação e a capacidade já instalada permite a ampliação do número de alunos. Maria Helena também falou que quando se tem muitos recursos é fácil realizar, mas que “é preciso fazer mais com menos.”

O reitor do IFG, depois da solenidade, disse que, como gestor, já está trabalhando para buscar alternativas para os tempos de dificuldades orçamentárias. Ele citou o apoio da bancada goiana de parlamentares para a destinação de recursos por meio de emendas ao orçamento e também as gestões do Conif, junto a todas as bancadas do Congresso Nacional.

Para além da questão orçamentária, Jerônimo destacou também a importância do apoio de toda comunidade acadêmica. “A Instituição é feita por todos e é maior do que cada um. Por isso chamo toda comunidade acadêmica para um trabalho coletivo e participativo.”

 

Texto e foto: Diretoria de Comunicação Social do Instituto Federal de Goiás (IFG)

 

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7202

Please publish modules in offcanvas position.