Conif discute estratégias para o futuro da educação latino-americana

O presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), Marcelo Bender Machado; o vice-presidente, Jerônimo Rodrigues da Silva, e o representante da Câmara de Relações Internacionais do Conif, Jefferson Manhães, participam da construção de estratégias e programas para a implementação do objetivo número quatro da Agenda 2030: “garantir uma educação de qualidade, inclusiva e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem permanente”.

Algumas submetas do objetivo quatro têm relação com a educação profissional e tecnológica. Uma delas prevê a ampliação das bolsas de estudo no ensino superior, incluindo formação profissional, para países em desenvolvimento e deverá ser alcançada até 2020. A expectativa é de que as outras três sejam atingidas até 2030. São elas: assegurar a igualdade de acesso à educação técnica e superior de qualidade; aumentar substancialmente o número de jovens e adultos que tenham habilidades relevantes, inclusive competências técnicas e profissionais para docência e empreendedorismo, além de eliminar as disparidades de gênero e garantir a igualdade de acesso a todos os níveis de educação e formação profissional para os mais vulneráveis (pessoas com deficiência, indígenas, crianças em situação de vulnerabilidade etc.).

Novo ciclo – De 2000 a 2015, a América Latina e o Caribe viveram um importante progresso educacional. Melhoraram as taxas de alfabetização, aumentaram o acesso e os índices de conclusão da educação básica e do ensino médio, alcançaram um melhor resultado de aprendizagem e expandiram a educação superior. Entretanto, ainda existem preocupações. “A América Latina e o Caribe enfrentam o desafio de comprovar a capacidade intelectual que possuem, por isso precisamos de políticas estratégicas assertivas. É muito importante que a Rede Federal participe desse processo”, observa o presidente do Conif.

Ao fim da reunião “E2030: Educação e Habilidades para o Século 21", será adotada uma declaração ministerial das iniciativas previstas. A Agenda 2030 é um desdobramento do Fórum Mundial sobre a Educação, realizado em novembro de 2015.

Unevoc – No Brasil, desde dezembro de 2016, o Conif passou a representar o Centro Internacional para a Educação Profissional e Tecnológica (Unevoc) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Com isso, o Conif integra uma rede mundial que participa ativamente da construção de uma agenda positiva para a América Latina e o Caribe.

Foto: Da esquerda para a direita, o representante da Câmara de Relações Internacionais do Conif, Jefferson Manhães; o diretor da Divisão de Apoio da Coordenação da Agenda de Educação 2030, Jordan Naidoo; o vice-presidente do Conif, Jerônimo Rodrigues da Silva; o diretor-geral assistente de Educação da Unesco, Qian Tang, e o presidente do Conif, Marcelo Bender Machado

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7202 / 7203

Please publish modules in offcanvas position.